Ação de Alimentos (petição inicial)


EXCELENTÍSSIMO SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DA COMARCA DE CATIPÓ/MG









                                                           JOSÉ MENOR DA SILVA, menor absolutamente incapaz, aqui representado por sua genitora MARIA MÃE DO MENOR, brasileira, solteira, do lar, carteira de identidade n.º xxxxxx e inscrita no CPF sob o n.º xxxxxxx, residente e domiciliada na Rua xxxxxxx, n.º xxxx, bairro xxxxx, nesta cidade, vem, respeitosamente, perante V.Exa., através de seu procurador infra assinado, propor:

AÇÃO DE ALIMENTOS

                                                             Em desfavor de JOÃO PAI DO MENOR, brasileiro, solteiro, pedreiro, RG nº xxxx, CPF nº xxxx, residente na rua xxxxx,nº xxx, bairro xxxx, nesta cidade
.
                                                             A genitora do requerente e o requerido tiveram um relacionamento conjugal durante um período de 3 (três) anos, onde, deste relacionamento, nasceu o requerente, conforme demonstra  a certidão de nascimento em anexo.


Alega a genitora do requerente, que se separou do requerido há 03 (três) meses.

No início da separação , o requerido estava sempre presente. Prontificou-se a auxiliar a mãe do requerente na criação de seu filho. Entretanto, há um mês não tem mais contato com o requerente e não lhe ajuda com gastos necessários à sua subsistência.


                                                           Ocorre Exa., que o requerente necessita, de alimentos, vestuário e medicamentos, é imprescindíveis à sua subsistência de forma digna.

                                                           Assim fixa entendimento dos tribunais:

“O pai deve propiciar ao filho não apenas os alimentos para o corpo, mas tudo o que for necessário: Non tantum alimenta, verum etiam cetera quoque liberorum patrem ab iudice cogi praebere”.(TJMG- 5ª CC-Ap. 86.659-5 - RT 685/138,1992).

                                                           Por outro lado, o requerido tem condições financeiras suficiente para pagar uma pensão alimentícia melhor a seus filhos, ele que está bem empregado, como pedreiro em uma empreiteira de nome Fazemos Casa Ltda, CNPJ xxxxxxxxx, com sede na rua xxx, n xxxx,bairro xxxx, nesta cidade. Segundo testemunhas, o requerido tem percebido um salário mensal de aproximadamente R$2.000,00 (dois mil reais).
                                                          
O requerido tem uma excelente vida social, está sempre bem vestido, possui um carro da marca xx, modelo xxx, ano 2011, placa xxxxxx. Fatos que demonstram que o requerido possui condições de atender sua prole.

                                                           A vista do exposto, requer-se:

                                                           Seja fixado os alimentos provisórios na quantia de 1 (um) salário mínimo;


                                               Seja oficiada a empregadora do requerido,  para que forneça o quantum percebido pelo Requerido, e para efetuar o desconto da pensão alimentícia em folha de pagamento;

                                                          Que os valores referentes as prestações alimentícias, sejam depositados junto ao Banco xxxx, agência xxxxx, cc xxxxx;

Seja determinada a citação do requerido, para contestar, caso queira, a presente ação;

                                                           A oitiva do Ministério Público;

                                                           A concessão dos benefícios da justiça gratuita visto ser os requerentes pobres no sentido legal da palavra.

                                                           A condenação do requerido a pagar definitivamente, a quantia de 01 salário mínimo, a título de alimentos aos filhos. 

                                                           Provar o alegado por todas as provas admitidas em direito, sendo elas, documentais, periciais, testemunhais, depoimento pessoal e ulterior juntada de documentos.
                                                          
                                                           Dá-se a causa o valor de ( obs: aqui multiplica o valor da prestação alimentícia por 12)
                                                            

                                                           Termos em que,
           
                                                         Pede deferimento.
Catipó,14 de abril de 2011




Advogado
OAB


Conteúdo para consulta. Caso fictício